Individualização de água no condomínio


Até a pouco tempo atrás, nós estávamos vivendo uma das piores crises hídricas da história de São Paulo. E para que não ocorra outra crise é de nossa responsabilidade economizar água. Por esse motivo muitas pessoas vêm buscando formas de poupar esse bem tão precioso, e uma das melhores formas de consumir menos água em condomínios é Individualização de água — cada morador paga apenas pela quantidade que consumiu.

Por esse motivo muitos síndicos vêm procurando instalar esse método em seus prédios, e já foi sancionada uma lei que obriga os novos condomínios a ser entregues com o sistema medição individual.

 

Quais os seus benefícios?

 

O consumo de água diminui

Alguns especialistas apontam que o consumo de água pode cair até 40% em condomínios com a individualização de água, pois quando os moradores pagam a conta individualmente, eles se tornam conscientes da quantidade de água consumida por eles e após esse primeiro “choque de realidade”, medidas de economia podem ser tomadas.

 

Fica mais fácil detectar vazamentos

Quando se possui um histórico sobre o consumo médio de cada apartamento, fica muito mais fácil achar aumentos repentinos na conta de água e assim, descobrir em quais residências o vazamento está.

O seu condomínio se torna “ecologicamente correto”

Como já foi dito aqui, quando a conta de água é individual, os moradores tendem a economizar mais, pois começam a ter uma noção do quanto gastavam e percebem muitas vezes que desperdiçavam bastante água.

Facilita o trabalho do sindico

Dependendo da empresa contratada pelo condomínio, a conta de água passa a ser gerida pela parceira, deixando o gestor se focar em outros temas. Ou seja, uma dor de cabeça a menos, que ótimo, não é mesmo?!

Quais os principais sistemas de leitura individualizada em condomínios estão disponíveis no mercado?

Vale lembrar uma coisa: independentemente da tecnologia escolhida, o condomínio terá de pagar todo mês por uma taxa de gestão de consumos individuais —para gerar os relatórios. Em geral, o valor é reduzido quando se utiliza sistemas mais modernos.

E as tecnologias que exigem uma medição local podem apresentar mais necessidades de reparos e mais gastos com a gestão, pois é necessário que um funcionário da empresa contratada vá até o condomínio realizar a medição do consumo de água.

 

Sistema digital

 

Nesse sistema a empresa contratada instala um hidrômetro para cada condômino, que fica na entrada do apartamento.

A leitura do consumo é realizada por um programa de computador e não necessita da entrada de um funcionário (leiturista) para recolher os dados.

Como a medição é feita por um único sistema de computador, quanto mais apartamentos no condomínio, mais barato fica para cada morador.

Porém, para instalar esse modelo é preciso realizar algumas adaptações no apartamento, podendo pode gerar grandes transtornos em prédios mais antigos, com muitas prumadas, pois precisarão passar por obras.

 

Sistema por radiofrequência

A medição feita nos hidrômetros é por sistema wireless, ou seja, sem fio. As informações de consumo de cada unidade são passadas para uma central por meio de radiofrequência.

A tecnologia é segura e não precisa da instalação de cabos ou a realização de obras, mesmo em edifícios muito antigos. Por isso, é o sistema mais recomendado para condomínios com diversas prumadas.

Graças à tecnologia wireless um leiturista não precisa mais ir até o condomínio, pois os dados são enviados automaticamente para a análise.

Esse tipo de sistema não exige muita manutenção ou a existência de qualquer outro sistema dentro do condomínio, e a maioria possui longas garantias de fábrica.

Sistema de leitura pulsada

Instala-se hidrômetro com saída pulsada. A cada litro de água consumido, o equipamento envia um impulso elétrico para o painel.

Para que essa tecnologia seja utilizada é feita uma quebra de 15 cm por 25 cm para localizar a tubulação.

Também é Instalado um bloqueador de água, com o intuito de punir a inadimplência.

 

Votação para aprovar a individualização

Como essa é uma obra que afeta a vida de todos no condomínio, é necessária a aprovação da assembleia. Para conseguir a aprovação convoque uma reunião de assembleia com pauta específica para o tema.

Também ajuda bastante incentivar os condôminos de participarem da reunião, pois essa é uma mudança que pode impactar financeiramente a vida de todos, e é preciso que uma maioria comum vote positivamente para que o projeto seja aprovado.

 

Esse sistema de leitura individualizada é obrigatório?

Em 2016, o então presidente Michel Temer sancionou a lei 13.312 tornando obrigatório que, a partir de 2021, todos os condomínios novos brasileiros sejam entregues prontos com a medição individual da água.

Assim, a individualização fica assegurada no futuro, incentivando o consumo mais econômico da água.

Conclusão

O condomínio que realiza a individualização de água consegue obter inúmeros benefícios —ajudar o meio-ambiente, ter mais facilidade em encontrar vazamentos, entre outros — e por isso, o esforço para conseguir implantar este método, é sempre bem recompensado.

Só não se esqueça de contratar uma empresa séria e com profissionais capacitados para evitar futuros problemas.

E caso você não tenha tempo para ficar a procura de uma empresa com as qualidades citadas acima, entre em contato conosco, pois estaremos a sua disposição para tirar qualquer dúvida.